Google+ Google+

segunda-feira, 2 de junho de 2014

Perversa Viagem: Planejando a Viagem

E aí pessoal, beleza?

Hoje vamos falar de como planejar uma viagem internacional... não importa quantas vezes você já viajou para o exterior ou quantos países já conhece, toda viagem requer uma dose de planejamento para que as coisas corram da maneira mais tranquila possível e para que a gente consiga aproveitar o máximo do passeio, certo?


Bom, a primeira coisa a ser decidida é o país que iremos visitar e definir as cidades que farão parte do passeio.


Eu gosto de unir duas coisas: conhecer lugares/culturas diferentes e compras!!

Sim, amo comprar produtos de marcas que não são vendidas no Brasil ou coisas que aqui custam muito mais caro... então, para mim, não existe viagem sem compras...rsrs


Mas, ao planejar a viagem, tenha em mente o seu estilo e a finalidade da viagem: se você não suporta passar horas dentro de um shopping ou outlet, por exemplo, não adianta separar vários dias da viagem para compras... do mesmo modo, se você não gosta de esportes ao ar livre, sol e ambientes mais rústicos, não vai se divertir se marcar uma viagem onde grande parte do tempo seja dedicada a trilhas e escaladas...rsrs

Escolhido o destino, é hora de começar o planejamento!

A escolha da época da viagem é muito importante e afeta todas as outras decisões.


Imagine que iremos viajar para os Estados Unidos... só um exemplo, mas a explicação vale para outros países e até para férias no Brasil, ok?

A data da viagem define várias coisas, por exemplo:

- Se é alta ou baixa temporada: isso influencia o preço (de passagens a hotel e aluguel de carro) e também a antecedência com que as passagens aéreas devem ser compradas e o hotel reservado.

- O clima: em alguns casos, um clima muito frio ou muito quente acaba atrapalhando a viagem (ou o contrário, já que não adianta ir para uma cidade famosa por suas praias no inverno ou viajar para uma estação de ski no verão...rsrs).

Eu sempre prefiro viajar na baixa temporada, já que a viagem costuma ficar mais barata e, principalmente, os lugares estão mais tranquilos, sem tanta gente.

É claro que, se você tem filhos, a viagem não vai poder ser em qualquer data... então, é provável que você tenha menos escolha nesse quesito e precisará aproveitar a época de férias escolares (julho, dezembro, janeiro).

Se você pretende aproveitar algum feriado prolongado ou visitar um país em uma determinada época do ano, como Natal e Ano Novo, também não vai conseguir se preocupar se é alta temporada ou com o clima, certo?


No caso dos Estados Unidos, a regra para aproveitar a viagem com o clima mais ameno é viajar durante a primavera ou outono... mas, como eu disse acima, isso depende da finalidade da viagem, já que se você estiver querendo conhecer as famosas praias da Flórida ou da Califórnia, por exemplo, vai precisar deixar a viagem para o verão ou se quiser curtir a neve e a decoração de Natal em Nova Iorque, vai precisar enfrentar o inverno e as temperaturas congelantes!

Além de decidir a época da viagem, outro fator importante é decidir se a viagem será feita através de uma excursão (com guia e tudo mais), vai ser comprada através de uma agência de turismo, mas a viagem será feita sem acompanhamento de um grupo (excursão) ou se você prefere comprar/reservar tudo sozinho, sem intermediação de agências.

Eu já testei todos os três métodos e vou comentar um pouquinho sobre eles:


Excursão: esse é um ótimo método de viagem para quem não conhece o país (ou é a primeira viagem para o exterior).  Também é muito bom para que não fala outro idioma (não dá para viajar para o exterior sem falar ao menos inglês, ok?  Mesmo em outros países, como França, Itália ou Alemanha, caso você não saiba a língua local, o inglês funciona super bem).

Eu sei o que vocês devem estar pensando: ah, mas eu vou para os Estados Unidos e não sei inglês, mas me viro no "portunhol"!  Tudo bem, eu sei que em cidades como Miami, Orlando e Nova Iorque, que recebem milhares de turistas brasileiros a cada ano, algumas lojas já têm vendedores brasileiros ou os vendedores se esforçam para entender o que os brasileiros falam, mas isso não acontece em todos os lugares...

Então, não custa fazer um cursinho rápido antes da viagem... garanto a vocês que a viagem vai ser mais tranquila e vocês vão se divertir mais, entendendo o que acontece à sua volta...

Voltando à excursão, esse também é um ótimo método para adolescentes que vão viajar sem os pais (viajar para Disney ao fazer 15 anos é clássico! rsrs... e muito mais legal que uma festa, não acham?) ou para pessoas que estão pensando em viajar mas não têm a companhia de parentes ou amigos.

A excursão também é prática, já que você não tem que pesquisar/decidir os lugares que serão visitados, não tem que se preocupar com ingressos de parques de diversão, shows e coisas assim, não tem que alugar carro e dirigir em um país desconhecido e por aí vai.

Óbvio que também tem alguns "problemas": o preço é mais alto, não se tem tanta liberdade (não dá, por exemplo, para terminar as compras antes de todo mundo e voltar para o hotel ou visitar um local que não está na programação) e ainda é necessário conviver com um grupo grande de pessoas (tem uns que sempre estão atrasados, outros que estão sempre de mal humor, outros que não param de falar um minuto... complicado! rsrs).


Compra de pacotes através de agências de turismo: esse é um método bem prático, ainda mais se você não conhece tão bem o lugar de destino e tem receio de comprar passagens, reservar hotéis e tudo o mais sem ajuda.

A agência, conhecendo seu perfil e a finalidade da viagem, pode te ajudar a planejar a viagem, comprar as passagens aéreas, reservar (e já pagar) hotéis, aluguel de carro, ingressos para as atrações que serão visitadas e muito mais.

Claro que a viagem fica um pouco mais cara (já que a agência cobra pelos serviços prestados).

Além disso, a pessoa que te atendeu pode não ter entendido bem o que você queria (o planejamento não fica como deveria, o hotel não é o que você esperava, os lugares no avião não eram tão bons...).

Isso já aconteceu comigo: a pessoa queria planejar a viagem de acordo com o gosto dela e não de acordo com minhas opiniões e vontades... por exemplo, eu queria um hotel tranquilo, sem muita gente e, de preferência, sem barulho e a moça da agência teimava em me indicar um resort!!!! Como assim??

Mas, se vocês derem sorte de encontrar uma boa agência, com um profissional bem capacitado, certamente sua viagem será bem tranquila.


Planejando e viajando sozinho: sem dúvidas, esse é o meu método preferido!

Acho super divertido planejar uma viagem nos mínimos detalhes, ir conhecendo a cidade antes mesmo de chegar lá... 

Mas isso requer um pouco de tempo, paciência e, claro, muita pesquisa!

Prepare-se para passar horas pesquisando preço de passagens aéreas, procurando dicas e resenhas sobre hotéis, lendo guias de viagens... mas tudo isso é muito divertido, então você não vai se estressar... e, no fim, vai ver que foi tão interessante quanto a própria viagem!

Dá para encontrar boas promoções, descobrir lugares diferentes e desconhecidos da maioria dos turistas, aprender com os erros dos outros viajantes e por aí vai... basta pesquisar com calma (e antecedência).

Só não recomendo esse método se você nunca planejou uma viagem sozinho, não sabe inglês e é sua primeira viagem ao exterior... se você se enquadra em tudo isso, a chance de cometer algum errinho ou esquecer alguma coisa (como fazer seguro saúde, por exemplo) é grande e isso pode acabar gerando alguma preocupação extra durante a viagem... nesse caso, o melhor é ter ajuda de uma agência (ou, pelo menos, de algum conhecido que tenha mais prática), ok?

No próximo post eu volto, com mais dicas de viagem... e se vocês tiverem alguma dúvida ou sugestão, não se esqueçam de deixar aí nos comentários...

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Deixe seu comentário: